top of page
Buscar
  • Foto do escritorScheila Adriane

Seja gentil, amoroso e tenha limites fortes. Por Inelia Benz.

Atualizado: 28 de jul. de 2023


Ok, vamos ser realistas. Somos trabalhadores da luz e não gostamos de ferir os sentimentos das pessoas.

VERDADEIRO?

Bom.

Mas você sabia que isso tem sido usado para diminuir nossa frequência e a do planeta há milhares de anos?

Essa é uma declaração muito grande, então vamos descompactá-la um pouco. Mas antes disso, esteja ciente de que este artigo é sobre abuso que não é profundamente prejudicial em nível físico ou psicológico. Estamos falando de conversas, ações e reações que não colocam você ou outras pessoas em perigo. Se você ou outras pessoas estiverem em perigo grave, chame a polícia, procure ajuda.

Ter limites saudáveis ​​com pessoas que o convidam repetidamente para interações de baixa frequência está diretamente relacionado à nossa expansão de consciência e ao aumento da frequência no que conhecemos como planeta Terra.

Ao tolerar as ações negativas dos outros, dando-lhes desculpas, estamos sendo cúmplices do martelar progressivo da negatividade em nossas vidas e nas vidas das pessoas em nosso planeta.

Existem várias razões pelas quais os trabalhadores da luz são ensinados a permitir que essa negatividade se espalhe e também são ensinados a criá-la e alimentá-la. E esses ensinamentos são transmitidos porque os seres de luz sabem inerentemente que o sofrimento e o dano aos outros não são naturais e errados. Portanto, quem está fazendo isso deve ter um bom motivo para fazê-lo. Algumas dessas razões são:

  • A natureza humana é ferir os outros e/ou a si mesmos.

  • A pessoa sofreu tanto quando criança que repete os mesmos padrões ruins.

  • Os viciados estão doentes e não podem se ajudar.

  • O amor cura tudo, quanto mais amamos o agressor, mais rápido ele vai parar de machucar os outros.

  • É melhor aguentar o abuso do que nunca mais ver a pessoa amada. Pelo menos dessa forma, o trabalhador da luz pode ficar de olho na pessoa e, se ela tiver problemas reais, estará lá para ajudar.

  • O trabalhador da luz não quer ser percebido como uma pessoa cruel que não entende ou carece de compaixão.

  • "Perdoe-os porque eles não sabem o que estão fazendo."

  • Eles estão aqui me ensinando lições que eu preciso aprender.

  • O maior crescimento vem do trabalho da sombra.

Se você leu o texto acima e sabe que todos esses motivos para tolerar alguém abusando de você ou de outras pessoas são programas de baixa frequência que precisam ser soltados, então muito bem! Você está 100% certo.


Se você, como a maioria dos trabalhadores da luz na Terra, veio de uma existência apenas de luz, é muito provável que carregue um ou mais desses programas com você, acreditando que sejam programas compassivos de alta frequência.

Mas o problema é o seguinte: se deixarmos que outra pessoa nos machuque ou outros, dando desculpas por que eles fizeram isso e acreditando neles quando eles prometem que não farão isso pela décima vez, estamos sendo cúmplices em multiplicar sua própria dor. Muitos abusadores, sendo seres de luz, embora não trabalhem para a luz, incorrem em uma enorme dívida de dor, culpa e vergonha quando ferem outra pessoa. Eventualmente, eles irão orquestrar uma punição adequada para si mesmos pela dor que causaram a você ou a outros.

Em outras palavras, quanto mais você deixar o abuso de outra pessoa passar por você, maior será o seu pagamento.

Além disso, se você ouvir novamente a aula Possessões e como se proteger, agora também saberá que muitas vezes todos esses convites negativos não vêm dos próprios seres de luz, mas de uma entidade maliciosa que eles, consciente ou inconscientemente, deixam entrar. Você não está fazendo nenhum favor a nós ou a eles ao alimentar aquelas entidades travessas.

A melhor e mais compassiva coisa que você pode fazer por essa pessoa e pelo planeta é parar de permitir que a dor e o abuso aconteçam. Você pode fazer isso de maneira amorosa e compassiva, mas precisa ser rigoroso e não deixar nada escapar.

Muitas vezes, quando fazemos isso, a pessoa pode aprender novos padrões de comportamento em suas interações com você. Freqüentemente, eles levam o abuso para outro lugar, pois não vale a pena ficar com você se não jogar e participar de seus jogos de vítima / agressor de baixa frequência.

Mas e voce? Às vezes dói criar um limite saudável. Amamos essas pessoas e as queremos perto de nós. Mas precisamos ver isso da perspectiva de um ser divino eterno.

Um limite saudável nem sempre significa que você não pode ter um relacionamento amoroso com o agressor, significa que você não responde da mesma maneira ou da maneira que eles querem manipulá-lo para agir. Aprenda a responder e interagir no seu nível de frequência, não no deles. E se eles se tornarem mais abusivos quando você não obedecer ou lhes der desculpas por suas ações de frequência mais baixa, continue a estabelecer esses limites saudáveis ​​e aja de acordo com sua frequência pessoal.

Às vezes, o agressor decide parar de contatá-lo ou parar de se relacionar com você quando os limites são aumentados. Mas, na maioria das vezes, eles mudam sua interação e aprendem que têm um lugar onde podem ter uma experiência natural de alta frequência. Às vezes é a primeira vez que eles podem explorar sua verdadeira frequência.

Vamos manter nossa frequência, isso dá permissão para que outros participem.


Junte-se a mim no Telegram https://t.me/ineliapt

Mais informações https://es.ineliabenz.com/

Esta é uma aula relevante para este tópico Amor e almas gêmeas

Aqui estão mais artigos que você pode ler:



Tradução: Scheila Adriane

43 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
bottom of page