top of page
Buscar
  • Foto do escritorScheila Adriane

Pessoas e Seres em Cristais. -Por Inelia Benz.


Por muitos anos, Larry tem usado uma forma de “ver” que é divertida e fácil de reproduzir.

Ele pega um cristal, que pode ser uma bola ou qualquer cristal grande, e após limpá-lo, apropriar-se dele e ativá-lo (geralmente usando sua intenção e água), começará a fotografá-lo na luz com um celular.

Às vezes, ele coloca o cristal debaixo d'água, como em um riacho, rio, lago, oceano, e depois tira as fotos. Outras vezes ele se sentará com o cristal em suas mãos, contemplará uma questão e observará. Quando o cristal se iluminar com luzes multicoloridas e reflexos, ele começará a tirar fotos muito próximas com sua câmera focalizando as áreas iluminadas.

Os resultados têm sido excelentes. Ele capturou tanto as imagens dos seres, quanto cenários futuros de importância.

Como isso acontece é um exemplo muito bom da maneira como controlamos nossa narrativa e experiência da realidade em nosso mundo.

Nossa consciência cotidiana é muito pequena. É pequena porque o escolhemos para ser pequena e porque a única maneira de um ser de luz ter uma experiência de luz-escuridão é por meio de limitações auto-impostas, uma das quais é ter um campo de consciência muito estreito.

À medida que começamos a expandir nossa consciência, e sim todas as nossas aulas, ferramentas, exercícios e meditações são projetadas para esse fim, somos capazes de começar a ver e registrar além das limitações de consciência (percepções sensoriais) às quais estamos acostumados.


Por exemplo, a certa altura, Larry e eu perguntamos no que seria importante nos concentrarmos e focarmos no próximo ano (isso foi há alguns anos), e a resposta veio em uma imagem de nós dois sentados em um sofá, com uma imagem da Princesa Bela (cachorrinha) sentada na beirada do sofá.

Rimos da imagem e, eventualmente, descobrimos que era uma imagem perfeita de nós gravando nossos podcasts no sofá com PB sentada conosco.

Esse é apenas um exemplo de quanto mais podemos ver e perceber com o mínimo de esforço.

Em outro momento, as fotos mostraram uma imagem nítida de um dragão. Por acaso estávamos na presença de uma pessoa que tem uma grande ligação com os dragões! Algo que descobrimos quando Larry mostrou a foto a eles.

Minha favorita era a imagem de uma fada, clara como o dia, sentada em algo como uma pedra. Até hoje não sabemos exatamente o que significava, mas o sentimento e a energia quando vi foi de felicidade, amor, conexão e saber que há mais no mundo do que pensamos.

A maneira mais fácil de expandir nossas percepções é simplesmente nos perguntar, de vez em quando durante o dia, “o que não estou vendo ou percebendo agora?” E olhe ao nosso redor.

Se ainda não o fez, vá em frente e experimente o método do cristal e da luz. O que achei fascinante nesse método é que as imagens que vimos nas fotografias não eram visíveis a olho nu. Isso, para mim, indica que o processo de fotografar com foco e intenção altera a imagem para revelar mais do que o mundo físico atual ao nosso redor e o cristal.

Estamos ansiosos para ver suas experiências com cristal e luz em nosso canal do Telegram .

Fizemos o nosso trabalho, agora faça o seu e compartilhe :) Telegram da Inelia em Português: https://t.me/ineliapt



Tradução: Scheila Adriane


38 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
bottom of page