top of page
Buscar
  • Foto do escritorScheila Adriane

Reivindique a totalidade da sua encarnação. -Por Inelia Benz.


Larry e eu estávamos ouvindo o podcast de Crrow777 enquanto ele entrevistava Kurt Kallenback. Kurt é um homem que afirma que a rotina institucional de cortar o cordão umbilical do bebê assim que ele nasce, registrar o nascimento do bebê como seu primeiro dia de existência e depois descartar ou fazer sabe-se lá o que com o cordão umbilical e a placenta, tira nossos direitos divinos como pessoa humana. Kurt e Crrow777 falaram sobre como na Coreia do Sul, o costume tradicional de contagem de idade considera cada pessoa com 1 ano de idade ao nascer e adiciona outro ano quando o calendário chega a 1º de janeiro, o que significa que uma criança nascida em 31 de dezembro completa 2 anos no dia seguinte. E como essa forma de contar a idade era mais natural e fortalecedora.

Sua lógica e teorias iam longe demais até para mim. Mas, por alguma razão, o que ele dizia, a energia por trás do que dizia, era ressonante. Em outras palavras, parecia que ele estava paranóico e atribuindo culpa e intenção a essas ações que não andam juntas, mas a imagem no final fazia algum sentido.

Não sei o suficiente sobre Kurt Kallenback para falar sobre ele como pessoa, ou mesmo comentar a maioria das coisas que ele disse naquela entrevista, já que a maioria foi um mergulho profundo nos paradigmas de vítima/agressor que nos tornava impotentes e indefesos. Achei seus insights fascinantes porque estavam na estratosfera do que chamamos de “normal”. E sempre que me deparo com uma pessoa assim, aproveito isso como uma oportunidade para expandir minha consciência para algo que possa ser interessante.

A maior parte de sua palestra foi sobre como, energeticamente e simbolicamente (e talvez legalmente, não tenho certeza quanto a isso), ele recuperou aqueles 9 meses de vida, desde a concepção até o nascimento, que haviam sido tirados dele. Segundo ele, esses 9 meses de vida foram tirados com o corte do cordão umbilical antes do nascimento da placenta para que ela provesse toda a sua energia ao bebê, registrando então sua existência desde o nascimento, e não a concepção. Quando ele recuperou esses 9 meses, ele se tornou completo, mais poderoso e capaz. E a sua parte cortada, o cordão umbilical e a placenta, já não era exigível pelo Estado.


Queria fazer um resumo do que entendi da entrevista com Crrow777 e espero ter dado a ele uma representação correta.

A razão pela qual quero dar-lhe uma representação correta e também trazê-lo à nossa consciência coletiva é porque há algo inerentemente verdadeiro sobre a negação da existência antes do nascimento, causando uma falta de soberania e de poder.

Como posso saber disso? Bem, como muitos de vocês sabem, quando ouço algo interessante, eu experimento. Sentei-me na caminhonete enquanto ouvíamos Kurt falar, fechei os olhos, senti aquele momento do nascimento, meu nascimento, depois viajei de volta à concepção e reivindiquei aqueles meses também. Afirmei ter surgido como um ser singular desde o momento da concepção.

A mudança no meu campo, poder e energia foi instantânea. Foi um momento “uau”.

Tente!!

Então contei a Larry sobre isso e ele tentou também. Ele também relatou uma mudança.

Claro, sendo alguém que sabe que as pessoas tiveram mais de uma vida , e que não apenas a alma encarna, mas que o corpo também tem múltiplas vidas, voltei então ao momento da concepção da alma para a realidade física, e para concepção do próprio corpo no Universo.

Fiquei impressionada.

Tudo o que posso dizer para descrever esta energia é como se de repente me sentisse em paz. De repente, todos os medos, preocupações, tensões e frustrações desapareceram.

Não só isso, mas a minha consciência tornou-se mais aguçada, mais precisa, mais capaz.

Eu estava tipo, “Meu Deus, temos que conversar sobre isso em Driving to the Rez, Larry!”

"Sim!" Ele disse: “envie-me uma mensagem para não esquecermos”.

Peguei o telefone e escrevi: “Reivindique a totalidade da sua encarnação”.

PS: Para uma discussão mais aprofundada ouça nosso podcast:

Fizemos o nosso trabalho, agora faça o seu e compartilhe :) Telegram da Inelia em Português: https://t.me/ineliapt



Tradução: Scheila Adriane


55 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
bottom of page