© 2016 by Despertando Deuses. 

Buscar
  • Charumati Prem

O Foco no Indivíduo...Uma Exploração



Eu gostaria que você explorasse um tópico comigo. Você pode contemplar, pesquisar, pensar sobre isso e também trazer sua sabedoria interna para explorá-lo.

Poucos milhares de anos atrás, talvez não tão “poucos”, nosso coletivo humano neste planeta decidiu que teríamos uma experiência de luz / escuridão. Essa experiência também é conhecida como a era da separação.

Parte das condições para se conseguir essa experiência luz / escuridão era ter a ilusão de separação. Uma ilusão que diz que cada pessoa, cada árvore, cada peixe, cada animal, cada fio de grama, é separado de todo o resto, separado de tudo.

Também diz que nós, como humanos, somos a única inteligência no planeta. Os únicos seres sencientes também.

Isso também significa que paramos de “ouvir” os outros. Não apenas outras pessoas, mas também outros animais, plantas, pássaros, pedras, água, vento ... Nós também começamos a acreditar que cada um de nós (humanos), “estava só”. Sozinho entre uma multidão. Sozinho em nossos pensamentos, sentimentos, emoções, percepções, e desejos.

No entanto, vá a qualquer praia e você verá "aglomerados" de seres humanos. Cidades são aglomerados de humanos. Criamos estradas para poder viajar rapidamente e sem esforço para chegar até outras pessoas (sim, as lojas são administradas por pessoas). Inventamos telefones celulares que nos mantêm conectados não apenas com amigos, colegas de trabalho e parentes, mas também com grandes redes de pessoas que nunca encontramos pessoalmente.

Nós nos agrupamos, nos conectamos, dependemos dos outros para cada item em nossas vidas. Quer um pouco de água? Abra a torneira e a água sai, devido a milhares de pessoas trabalhando para que isso aconteça.

Lendo este artigo? Milhares de pessoas trabalharam para que isso acontecesse. Desde a fonte na sua tela até ... a tela. De onde você comprou o dispositivo que você tem com você ... e assim continua e continua.


Todas as nossas tecnologias são sobre reconexão.

Existem também tecnologias de separação, destruição de outros, dominação e poder sobre os outros. Mas quantos desses você tem em sua casa? Talvez se você estiver no exército, você pode ter alguns itens que são projetados e construídos para destruir outros corpos em massa. Mas se você não é, é improvável que você faça ou esteja perto de dispositivos de destruição em massa.

Existem alguns aspectos da nossa verdadeira natureza de grupo que, se resolvidos, podemos mais facilmente expressar e co-criar uma realidade física que não apenas nos apoia, mas reflete nossa verdadeira natureza. Somos uma espécie coletiva.

1. A dinâmica do grupo corrupto. Vimos isso acontecer nas religiões, equipes esportivas, tecnologia, grifes, educação, gangues, cultos ... a lista é longa. Estes florescem e crescem por causa da necessidade inata de uma pessoa pertencer a um grupo.

2. O meu, eu e eu mesmo. Exclusividade e separação da experiência, o "eu" na equação, remove a experiência compartilhada de bandeiras vermelhas e ações de grupo que não apoiam seus membros.

3. Você tem que aceitar a família, não importa o que eles façam. Somos ensinados que amor é igual a aceitação e "gostar" de outras pessoas. O fato é que podemos amar muito alguém, mas não gostamos deles na medida em que preferimos não passar mais tempo com eles. "Amar" e "gostar" são emoções separadas. Podemos pensar, gosto de todos que amo, é por isso que os amo. Isso ocorre porque muitas vezes confundimos a pessoa com o que a pessoa faz ou como se comporta. Por exemplo, o filho do pai abusivo ama seus pais, mas não gosta do que o pai faz. Muitas vezes, isso se desenvolve em um "desagrado da pessoa", mas o amor não vai embora.

Novamente, a lista pode continuar e continuar. O ponto nos três exemplos acima é que nenhum seria possível se houvesse total transparência e conexão entre os membros do grupo.

Por exemplo: você não se juntaria a um grupo ou gangue corrupto com hierarquia e exclusividade sem um “eu, eu mesmo” e uma forte necessidade de família, não importando o que eles fizessem… obviamente a gangue representa “família não importa o quê” e proteção de "eu, eu mesmo". Você se juntaria a um grupo que não estivesse corrompido, um que, por fim, cria conexões sem coerções de baixa frequência.

"Dividir e Conquistar", dīvide et imperā, é uma estratégia bem conhecida para governar as massas.

Nossa relutância em resistir a pertencer a um grupo não é sem razão. Grupos tendem a seguir os programas de corrupção que foram incorporados ao coletivo humano por milhares de anos. Nós também aprendemos desde cedo que o pensamento de grupo é muito perigoso. No entanto, a menos que nos unamos na consciência, não podemos ser plenamente quem somos como indivíduos: parte de uma consciência coletiva maior.

Outro fato é que pessoas de todo o mundo estão agora se unindo em meditações conjuntas, intenções e trabalham com uma base de resultados de alta frequência. Nós sabemos como fazer isso, nós apenas temos que romper nossas limitações auto-impostas para alcançá-lo.

A ilusão do "indivíduo" é o tijolo e argamassa da "mente colmeia", um grupo governado por uma mente dominante. Um grupo ou coletivo saudável é o oposto. Nenhuma "mente" única pode dominar o resto, pois todas são completamente transparentes.

A maior força dos promotores da realidade de baixa frequência é poder esconder o que eles fazem. Quando se torna visível e público, de repente seu poder se foi.

Parece estranho, mas o foco extremo no indivíduo que nossa sociedade promove é exatamente como somos governados com uma mentalidade de colmeia. Retire a desconexão, o indivíduo cresce, sua consciência se expande e pode, então, tornar-se parte de um coletivo solidário, inclusive do seu eu individual.

Você já viu aqueles bandos de pássaros que se parecem com nuvens se movendo em perfeita sincronia? Aqueles pássaros nem sempre vivem assim. Mas quando eles se juntam, a mágica acontece.

Para um grupo de alta frequência existir, ele precisa de indivíduos conectados. É como uma dança. É para ser visto, para ver, para ser admirado, para admirar, para ser apoiado, para apoiar, para ser nutrido, para nutrir, para ser inspirado, para inspirar, para ser energizado, para energizar.

Estou ansioso para ouvir seus insights, pensamentos e conclusões sobre este tópico.

Fonte: http://ascension101.com | Tradução: Charumati Prem


Ineliz Benz é escritora, educadora espiritual e pintora. Sua missão, como a de muitos outros, é de elevar o nível vibracional do planeta. Tem desenvolvido ferramentas e plataformas virtuais como o blog 'Ascencion 101' e 'Walk With Me Now' para auxiliar no despertar de consciência e empoderamento da humanidade.

#Despertar #Ascensão #Consciência #reflexão #Crenças

38 visualizações
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram