© 2016 by Despertando Deuses. 

Buscar
  • Charumati Prem

Defendendo o pequeno Eu



Se a minha vida está em perigo, ou alguém no meu ambiente está em perigo físico ou psicológico de um agressor, eu vou me defender, ou a eles, sem dúvida. Mas quando se trata de defender a minha integridade, meu nome, meu trabalho, orgulho, ou qualquer outra coisa, eu simplesmente me afasto mesmo se afetada por ele.

Às vezes, eu sou afetada, há uma carga emocional em ser "traído" por alguém que professa sua amizade, por exemplo. Ou alguém que fala contra mim pelas costas, para agradar aos outros, fingindo ser meu amigo e apoio. Ou alguém que me atacaria violentamente na internet (muitas vezes anonimamente, claro), a fim de se sentir importante, ou obter alguma atenção, ou porque o meu poder e influência os ameaça. Isso me chateou às vezes. Mas, em vez de reagir a esse desapontamento, o que eu faço é processar isto, a decepção e a dor, e continuar no meu caminho.

É difícil no entanto. Quando recebemos uma energia negativa de engajamento na forma de insultos ou ataques muitas vezes incorre em um custo. Este custo é o efeito que tem sobre o "pequeno eu".

E eu tenho um pequeno Eu. Não é muito influente na minha vida, mas isto me afeta, por vezes. Não esteve sempre lá, mas em algum ponto no tempo linear eu o criei a fim de compreender o que os outros estão passando nesta vida. A maior parte do sofrimento, estresse, dor, lutas e conflitos que vivenciamos são devido ao pequeno Eu em nós e / ou nos outros.

Dê uma olhada em um conflito em que você esteja neste momento. Dê um passo para trás e veja se ele tem alguma influência sobre sua sobrevivência física. Se não tiver, então se trata do pequeno ego.

Algumas culturas ensinam que as pessoas devem matar para defender o seu orgulho, sua honra ou a honra de sua família. Ou ser severamente punido se desonrar-se ou sua família. Mas o que é honra e orgulho, senão uma projeção egoica de importância?

Muitas vezes, usamos a história de todos os ataques físicos, emocionais e psicológicos que temos recebido ao longo de nossas vidas para validar nossa própria brutalidade.

A natureza dos ataques

A maioria dos ataques pessoais (não fatais) têm padrões muito básicos. Três destes modelos são:

1. Tornar-se certo, fazendo o outro errado.

2. Validar a si mesmo, invalidando outro.

3. Reagir a um medo inconsciente (ou consciente).

Na minha experiência, o número um é a mais prevalente em nossa sociedade. É, de fato, encorajada. Encontramos este sendo usado na política e debates de todos os tipos de ciência, religião e organizações sociais e grupos de reflexão em todo o mundo.

Mais de uma vez, tenho recebido mensagens e e-mails "exigindo que eu responda" a alguma reivindicação ou outro que eu sou [introduza o seu comentário me fazendo de errado aqui]. Ou que eu defendo ou valido os meus pontos de vista sobre as coisas. Eu não respondo a essas mensagens agora, mas o fazia no passado devido a ceder à pressão externa. Eu tendo a não ceder a pressões externas nos dias de hoje.

Recentemente, um amigo meu me disse que ele tem visto que quanto mais poderosa, confiante e capaz Eu me torno como um indivíduo conhecida publicamente, os mais cruéis e insidiosos ataques começam. Isto é simplesmente um reflexo do número 3 acima. As pessoas têm medo de pessoas influentes. Eles estão com medo de poder (e com boa causa), e têm medo de serem enganados. O ataque energético (em um nível místico) também aumentou tremendamente a cada mês desde que eu aceitei a missão de me tornar de conhecimento público, a fim de entregar a mensagem de empoderamento para as massas.

Como lidamos com ataques místicos é praticamente o mesmo que lidamos com ataques manifestos. Nós processamos qualquer efeito que possam ter em nós, e nós seguimos em frente. Retaliação, defesa, ou "justiça" é irrelevante. e só iria alimentar o ataque para a redução da nossa vibração.

Se nós gastamos algum tempo defendendo, atacando os nossos atacantes ou obtemos vingança, estamos simplesmente alimentando o ciclo de agressão. Toda essa energia é muito melhor gasta inspirando e empoderando outros.

De que forma observar nossas defesas empodera o planeta?

Conflito e guerra, em qualquer nível, reduz nossa vibração coletiva humana. Não importa se você está gritando com seu cão, ou atirando em um inimigo. A energia do conflito vai contra nossa natureza e está lá apenas através de uma programação pesada.

A semana passada, como eu estava me recuperando de longas horas em aviões, vi vários shows na TV. Fiquei chocada com a banalização da violência. E a brutalidade da violência retratada.

Em um deles, um filme sobre uma família gangster na proteção de testemunhas mudou-se para França, mostrou crianças e adultos sendo brutalmente espancado pelos protagonistas. Era para ser engraçado, porque as crianças e adultos que foram brutalizados tinha dito algo errado para os protagonistas, ou feito algo errado para eles. Em outro show, uma série de TV extremamente popular, o nível de violência foi simplesmente incrível. Ele incluiu estupro, abuso sexual, assassinatos brutais de crianças, homens e mulheres, e abuso psicológico extremo. Tudo "normalizado" em algum tempo fantasia e área geográfica.

Reality TV é popular porque é conflito conduzido. A violência de muitos tipos são mostradas, até brigas físicas.

E isto não pára em programas de TV, a maioria dos jogos de computador está prestes a matar outras pessoas, criaturas ou monstros.

Mas aqui está a coisa, a programação de ser e agir a partir de um lugar de agressão e violência não pode ter êxito a menos que subscrevemos a isto. Uma vez que vemos que é simplesmente a programação, que é de fato uma tentativa por uma facção do coletivo humano para trilhar um caminho vibracional baixo e altamente viciante, então podemos simplesmente desligar essa programação.

Como podemos desligá-lo? Nós fazemos uma lista, e observamos todas as áreas onde nos sentimos injustiçados, onde estamos nos defendendo, onde estamos atacando os outros. Observamos cada item na nossa lista até ver a perspectiva maior. Até que nós já não somos energeticamente afetados pelo conflito ou ataque. Até que nós já não "queremos fazer algo sobre isso", para trazê-lo à justiça. Mas lembre-se, se envolver você ou a sobrevivência ou bem-estar físico ou psicológico de alguém, faça a si mesmo ou a pessoa sob ataque distanciar-se, se possível, e se não for possível, então defenda, aja e proteja. Por quê? Porque a sobrevivência da nossa pessoa é diferente da sobrevivência do nosso pequeno eu.

Note que a agressão e o conflito são altamente viciantes. Eles são dramáticos, e nós amamos drama. Drama e conflitos não existem fora do pequeno eu. O fato de que eles não existem fora do pequeno eu é muitas vezes a razão pela qual nos apegamos ao pequeno eu tão fortemente.

Nossa realidade, do nosso planeta e da espécie, ainda suporta experiências de baixo nível, tais como guerra, conflito, drama e tal. Isso é fato. Nossa espécie está habilitada com a escolha. Cabe a nós se queremos nos agarrar a esses jogos de baixo nível ou não. É por isso que há tanta programação pesada acontecendo através de nossos meios de comunicação, a cultura e as religiões, para manter os pequenos jogos. Estamos expostos a eles e o efeito é o mesmo que alguém ser exposto a crack pela primeira vez. Ou nos tornamos totalmente viciados a ele, nos recusamos a ingeri-lo, ou nos "recuperamos" depois de estarmos viciados a ele por um tempo longo ou curto.

Nós podemos ajudar nossa espécie a largar o vício por observá-lo dentro de nós mesmos, e empoderar outros para capacitá-los a observá-lo dentro de si. Apenas observando, sem qualquer intenção, expande nossa consciência sobre os fatos por trás desse vício em uma escala global.

Compartilhe este artigo com alguém a quem você sente que irá se beneficiar e ser fortalecido por ele. Quanto mais de nós agirmos por compartilhar esta informação, mais fácil a carga vai se tornar o mais rápido e nossa espécie irá expandir na consciência.

Fonte: http://ascension101.com | Tradução: Charumati Prem


Ineliz Benz é escritora, educadora espiritual e pintora. Sua missão, como a de muitos outros, é de elevar o nível vibracional do planeta. Tem desenvolvido ferramentas e plataformas virtuais como o blog 'Ascencion 101' e 'Walk With Me Now' para auxiliar no despertar de consciência e empoderamento da humanidade.

#IneliaBenz #reflexão #Despertar #Ascensão #Consciência #Autoconhecimento #Emoções #autoajuda #Crenças

22 visualizações
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram